quinta-feira, 13 de setembro de 2018

Estamo(s) para estar


A Estamo – empresa de participações imobiliárias, detida pela Parpública – a avaliar pela ilustração, está há 15 anos para vender as antigas instalações da outrora sociedade Colsi (sitas em Antanhol).
É caso para dizer que a sociedade de capital público está para estar.
A charada faz lembrar outra que se contava, antes de 25 de Abril de 1974, a propósito da permanência de Américo Tomaz na Chefia do Estado.
Gracejava-se que o então PR tinha ido a uma conservatória para proceder a uma alteração no nome. Ao apelido Tomaz, Américo queria juntar dois: Toyota e Timex – o primeiro porque a Toyota veio para ficar (e ficou mesmo), o segundo graças à conotação de não atrasar nem adiantar.
Na esteira do antigo Chefe do Estado, a Estamo é do tipo “não atrasa nem adianta”. Ora, coisas assim, por maioria de razão de capital público, vêm para ficar (e ficam mesmo) ad aeternum, quanto mais não seja para proporcionarem mordomias.


Sem comentários:

Publicar um comentário