quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Perdoai-lhes, Senhor




Um leitor das “Vinagretas” (com o pseudónimo José d’Eterno), descreve-nos uma situação.«O Município de Coimbra decidiu investir milhares de euros numa rotunda em Celas, para nela criar uma praça arborizada.
Adeus Metro, digo eu, a partir da Lousã!
Mal empregado dinheiro, porém, tão útil se usado com critério na resolução de problemas concretos, identificados mediante levantamentos de terreno - que infelizmente a Câmara Municipal de Coimbra não faz nem manda fazer
Dou, como exemplo, a área de Lordemão-Mainça, cuja situação das sarjetas se documenta nas fotos anexas – algumas entupidas de tal forma que não se vêem (rua da Fonte, Lordemão); e outras sem gradeamento (rua de Andrade de Gouveia, no Luzeiro-Mainça).
Um perigo para todos, em especial para crianças, pessoas debilitadas e incapacitadas».






Sem comentários:

Publicar um comentário