quinta-feira, 3 de outubro de 2019

Quem dá e agora quer tirar...


As dezenas de autocaravanas que, diariamente, estão estacionadas no Parque Verde (e as consequências da sua permanência ali) têm sido muito comentadas e foram trazidas a público pelo Jornal Diário “As Beiras”, recentemente. 

Fala-se da falta de condições e de alguns comportamentos menos dignos por parte de autocaravanistas naquele local. 

Certo é que, pelo menos desde o início do ano de 2010, que o Parque Verde é, também, uma área de serviço de autocaravanas, ainda que se admita (e deve ser) provisória. Tal equipamento teve o “alto patrocínio” da empresa municipal Turismo de Coimbra e, já na altura, no website “CampingCar Portugal” se explicava aos “companheiros” que: “no futuro será construída uma área definitiva, com todas as condições para o autocaravanismo”. 

Ora, como se sabe, tal nunca se tornou realidade e, hoje, mais de nove anos depois, além do espaço estar degradado (pela passagem do tempo e não só, como se vê na imagem), parece que os seus frequentadores por direito estão a ser subtilmente “empurrados” para o parque de campismo, alegando preencherem lugares de estacionamento e terem comportamentos inapropriados, nomeadamente, em relação à higiene. 

Dar condições (ainda que más) para, anos mais tarde, reclamar porque estão a ser utilizadas (dentro do que é possível) pelos destinatários para as quais foram concebidas tem muito que se lhe diga. 

Deixamos, por isso, uma sugestão: a autarquia conimbricense que crie uma verdadeira área de serviço e que cobre a cada autocaravanista pelos despejos e pelo abastecimento (como se faz na maioria das cidades da Europa) que o lucro é garantido.




Sem comentários:

Publicar um comentário