sexta-feira, 27 de setembro de 2019

Nas bocas do mundo


Ao anunciar a eliminação da oferta de carne de vaca nas 14 cantinas da Universidade de Coimbra, o reitor, Amílcar Falcão, colocou a instituição em destaque em Portugal e no mundo.

Esta foi a melhor propaganda feita à UC, mas a decisão, “tomada num contexto universitário, espaço de liberdade e de conhecimento, ainda causa maior perplexidade”, conforme nota a Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP).


As pastagens biodiversas fixam mais toneladas de dióxido de carbono (CO2) do que aquelas que são emitidas, ou seja, há um balanço positivo, que será tão mais positivo quanto mais produzirmos em território nacional com o nosso tradicional tipo de produção, argumenta a CAP.


Outros argumentarão: então a carne de porco? E a de aves? E o peixe retirado dos oceanos? 

No seio académico já se fazem algumas piadas relacionadas com “vacas”, mas é melhor não ir por aí...


Sem comentários:

Publicar um comentário