quinta-feira, 3 de agosto de 2017

“Passos do Conselho” deslustram Paços da Cidade


A Federação Portuguesa de Judo (FPJ) apresenta, hoje, em Coimbra, os seus seleccionados, mas, para o efeito, em vez dos Paços do Município, optou (ipsis verbis) pelos “Passos do Conselho”.

O anúncio da apresentação dos judocas que irão representar Portugal na próxima edição do campeonato mundial da modalidade dá nas vistas através de dois erros ortográficos (repetidamente redigidos).
O presidente da FPJ, o conimbricense Jorge Fernandes, e o vereador com o pelouro do Desporto na Câmara Municipal de Coimbra, Carlos Cidade, devem estar perplexos com o ostensivo atropelo à língua portuguesa.
Os Paços do Município viraram “Passos do Conselho”, ainda por cima quando o vereador socialista está na iminência de, em relação a 2013, subir um lugar na lista do seu partido para a Câmara conimbricense.
Passos do Conselho? Um conselho lhes dá quem não deve resignar-se a assistir à divulgação de tamanhos atropelos ao nosso idioma – haja bom senso na altura de abrir os cordões à bolsa mediante contratação de uma agência de comunicação.
Pessoa colectiva de Direito privado, sem fins lucrativos, dotada de utilidade pública desportiva, a FPJ não tem o direito de infligir «golpes» destes à língua portuguesa.

Sem comentários:

Publicar um comentário